Comunicador provoca reflexão sobre novas formas de fazer Jornalismo

Irreverente, Adriano Mazzarino apresenta programa TV Zuera

Mazzarino - Divulgação/Coletiva.net

O comunicador Adriano Mazzarino, do Vale do Taquari, iniciou sua explanação no último dia de BS Festival refazendo a entrada, depois de orientar câmeras, mediador e público. Foi com essa atitude que ele, que também é palestrante sobre Comunicação Política, levou os espectadores a refletirem sobre expectativas.

Durante a explanação ele falou os propósitos que o levam a fazer Jornalismo com humor. "Faço jornalismo humano. Se não for feito para pessoas e com emoção não vale a pena", ponderou. Para exemplificar suas atuações, ele trouxe vídeos que ilustram o que ele faz no Programa TV Zuera. "Anteriormente, eu tinha espaço no horário comercial da RSB Santa Cruz, até o dia que diminuíram meu tempo e eu não quis mais. Atualmente, faço vídeos com duração de até 10 minutos em cidades com mil habitantes. Pasmem, meus vídeos têm, em média, 20 mil acessos", contou.

Para ele, o que o ajuda a ter audiência é fazer diferente. "No caminho,  podemos achar pessoas legais, que vão contribuir conosco. Mas a maioria, o jornalista pergunta: o que tu gostaste? A criatura responde: tudo! Por isso é preciso repensar a abordagem", explicou. O comunicador ainda relatou os olhares que recebeu ao entregar seus cartões de visita antes do painel. "Não adianta tecnologia, a cabeça é o que tem que mudar", afirmou.

No encerramento, Mazzarino convidou uma mulher para subir ao palco, demorou algum tempo até uma se levantar. Entregando um presente para ela, ele provocou: "Vocês querem o empoderamento, mas quando a gente convidada as mulheres para vir aqui e nenhuma vêm, tem algo muito errado."

A equipe de Coletiva.net acompanha em tempo real os três dias do BS Festival. A cobertura online, que tem o apoio da BriviaDez, será atualizada com matérias no portal, entrevistas exclusivas, lives e fotos no Instagram do portal. A equipe é composta pelos jornalistas Bruno Dornelles, Carlos Redel, Gabriela Boesel, Ilana Xavier, Márcia Christofoli e Patrícia Lapuente.

Comments