Jornal do Almoço começa a ser reformulado na RBS TV

Investimento em tecnologia, reforma em estúdios e maior cobertura no Interior estão entre as mudanças previstas

Cristina Ranzolin e Bruna Colossi - Reprodução

Um novo Jornal do Almoço está sendo preparado pelo Grupo RBS. Identificado como um dos principais produtos da RBS TV, o telejornal comandado por Cristina Ranzolin estreará com as novidades em 19 de agosto, mas, até lá, uma série de ações já começa a ser efetivada a partir desta quinta-feira, 1º. Entre as mudanças, está um alto investimento em tecnologia, que atinge a cifra de R$ 60 milhões em quatro anos, e esse aporte será empregado em equipamentos, tecnologia de transmissão e reformas em estúdios. Conforme a vice-presidente de Produto e Operações da RBS, Andiara Petterle, adiantou ao Coletiva.net, a ideia é, com uma tecnologia contemporânea e flexível, permitir conectar ainda mais o público com o Jornalismo da empresa, além de representar com mais qualidade cada uma das comunidades do Estado.

Pesquisas com telespectadores desde 2018 mostraram ao Grupo RBS alguns desejos da audiência, e mais interatividade entre os apresentadores, aumento do tempo para conteúdo local, maior presença nas comunidades, instantaneidade e interatividade foram aspectos bastante citados. Com base nesses dados e também em visitas feitas a diversas emissoras espalhadas pelo mundo, com o objetivo de ver de perto o que há de mais moderno na área, veio a decisão de fazer jornalismo de um novo jeito.

Outra novidade importante neste movimento será uma presença maior no Interior do Estado, com 17 cidades cobertas - cinco a mais do que hoje. Isso se dará com mais correspondentes espalhados, abastecidos com equipamentos mais modernos de captação e transmissão. O resultado também será visto no tempo para blocos locais, os quais, hoje, variam de cinco a 12 minutos, e passarão para 20 minutos, com exceção de Santa Cruz do Sul, que terá oito. Durante os próximos dias, a repórter Brunna Colossi percorrerá o Rio Grande do Sul em uma caravana com a missão de gerar conteúdo hiperlocal e reforçar o relacionamento com as comunidades. Até o dia 19, o JA não será transmitido do estúdio.

Em Porto Alegre, o programa terá mais participantes ao lado de Cristina Ranzolin, que passará a contar com especialistas ao seu lado, em um formato que se assemelha muito com o que é utilizado no canal Globo News. Com o estúdio remodelado, o espaço terá, por exemplo, telas interativas, de modo que permita debate e diálogo com as demais cidades, com os repórteres na rua e com o público. De acordo com Andiara, que comanda o projeto de reformulação, o objetivo é estar ainda mais próximo do público, entregando aquilo que ele almeja. "Para isso, estamos investindo, modernizando nossas operações, o que garantirá cada vez mais proximidade com as nossas comunidades e valor para os nossos clientes", prevê ela.

Comments