Artigos | 09/03/2012

Vendo iPad 2 em bom estado

por Marcos Hiller * (@marcoshiller)

Dia especial para o universo digital. Steve Jobs faleceu em outubro e, por conta de seu legado, automaticamente entrou no seleto grupo de gênios como Leonardo da Vinci, Thomas Edison e Pablo Picasso. Onde quer que esteja, Jobs deve estar bastante feliz. O Novo iPad veio ao mundo, nasceu  nesta quarta-feira, dia 7 de março, em São Francisco, Estados Unidos, às 15h27min (horário de Brasília), pesando 635 gramas e medindo 9,4 milimetros de espessura. E não são só os pais que estão felizes; todos os amantes da tecnologia estão radiantes.


Tim Cook não tem a luz própria que Steve Jobs possuía no palco, mas coube à Cook apresentar o novo produto para o mundo, que deve estar bastante tranquilo e convicto que de a Apple foi deixada por Jobs em boas mãos. Só os concorrentes é que não ficaram nada tranquilos. Eles continuam bem preocupados e com a árdua missão de tentar copiar e equiparar seus produtos ao belíssimo Novo iPad. 


O filhote de Tim Cook e de seus brilhantes engenheiros vem com as seguintes novidades: câmera de 5 mega pixels com auto foco e detecção de faces, chip A5X (com núcleos de CPU e 4 núcleos de processamento gráfico para os amantes de games), processador gráfico Quad Core, tela com a tecnologia de retina-display (dobro de resolução do anterior), conectividade 4G (para os brasileiros ainda é uma característica inútil), permite downloads em até 21MB por segundo e bateria com duração de 10 horas. Será vendido nos Estados Unidos a partir de 16 de março por módicos $499 dólares.


Os chamados tablets já existiam há algum tempo, até o dia em que Steve Jobs olhou para aquilo e disse que não era mais um tablet, era um iPad. Ele deu novo significado à categoria, que virou item de desejo e todos querem um. Com o lançamento arrebatador do iPad 1 (que hoje se encontra por $150 dólares), todos os demais competidores ficaram tontos. Quando tentavam entregar algo similar para enfrentar o iPad 1 à altura, a Apple lançou o iPad 2. Na ocasião, com a habitual forma sutil de cutucar os concorrentes, Jobs disse que os demais competidores ficaram “flummoxed” (desconcertados).  E com o lançamento do Novo iPad, os concorrentes, como BlackBerry, Samsung, Motorola e Sony continuam desconcertados.


A cadeira de Steve Jobs continua vazia após sua morte. Ele começou sua carreira na Atari e ninguém o aguentava pela sua arrogância: para ele, todas as pessoas com quem lidava ou eram gênios, ou eram imbecis. Com o que vimos hoje no Novo iPad, fica muito evidente que os gênios de Jobs continuam trabalhando de forma sublime. Vendo iPad 2 em bom estado.

* Marcos Hiller é coordenador do MBA em Gestão de Marcas da TrevisanEscola de Negócios. O artigo foi publicado originalmente no site Adnews.

Publique o seu comentário. Clique aqui.



rss RSS
ADVB ARI
Todos os direitos reservados © 1998.2014 - Coletiva.net.
A reprodução não autorizada é crime, fale conosco e evite constrangimentos.

Desenvolvido por dzestudio