Convidadas do Ahead! têm expectativas superadas sobre o evento

Entrevistadas separadamente, Bia Granja e Laura Barros se surpreenderam com a participação da plateia

Para convidadas, participação do público foi ponto alto do Ahead! - Divulgação/Coletiva.net

A edição do Ahead!, realizada nesta quinta-feira, 12, pelo Grupo RBS, superou as expectativas das duas convidadas, a criadora da aceleradora de criatividade digital YouPix, Bia Granja, e a vice-presidente global de Marketing da Gallo, Laura Barros. Após o painel sobre Influenciadores, tema abordado no projeto de conteúdo, conexão e inspiração do Grupo RBS, a dupla foi entrevistada separada e exclusivamente por Coletiva.net, que realizou a cobertura em tempo real do evento. Nas conversas, ambas afirmaram que o motivo da satisfação foi o mesmo: a plateia.

As palestrantes, em alguns momentos, trouxeram visões diferentes no palco, o que enriqueceu o debate, e saíram felizes com o resultado do painel. Para Laura, a participação do público foi um dos pontos mais interessantes do encontro. "Achei excepcional a interação das pessoas, abrir para o público foi fundamental. As perguntas do tipo 'Como faço isso na minha empresa?' mostram como o assunto é relevante e gera engajamento", avaliou. Para ela, a pauta levantada ainda está em fase de estudo: "É um mercado que depende de muita experimentação", disse. Na opinião de Bia, o formato do evento foi o que permitiu a interação com o público. "Foi uma das melhores plateias que já tive, interativa, com boas perguntas. Foi uma experiência muito legal. Nunca tinha visto um encontro tão participativo", afirmou.

Quando o assunto é sobre influenciadores no Rio Grande do Sul, as palestrantes também concordaram entre si: é uma região bairrista. Laura, carioca que vive entre São Paulo e Lisboa, falou que esta característica presente no Estado acaba servindo como ferramenta de mídia. "Os gaúchos são muito bons em prestigiar o produto local. Há uma riqueza enorme aqui, a qual o povo tem muito orgulho de mostrar. É importante que se sintam representados, então, acredito que, para o mercado de influenciadores engajar, é necessário que ele seja daqui", destacou.

Já a paulista Bia ressaltou que os influenciadores do eixo Rio-São Paulo têm mais facilidade de monetizar, mas que fica feliz ao ver que o pessoal de outros estados tenha vontade de se especializar no assunto, com foco maior para atingir seus objetivos. "Em São Paulo, por exemplo, há muitas pessoas no ramo, o que pode acabar banalizando. Mas gosto muito quando saio desse eixo e vejo sede de aprender, de conhecimento e de querer crescer nesse meio", concluiu.

 

Comments