Voltei a me apaixonar

Por Max Rathke, para Coletiva.net

Vivi intensamente uma relação com minha profissão. Dediquei-me com amor profundo ao que fazia, sendo até inconsequente comigo mesmo e sempre dando prioridade à minha maior paixão: a Publicidade.

Contudo, as decepções vieram. Às vezes, a relação ficou desgastada. Outros interesses se colocaram entre a gente e, acima de tudo, "ela" mudou.

Mudou e me deixou.

Deixou-me quebrado, literalmente. Ainda mais quando dediquei a vida ao meu próprio negócio e não consegui manter esse "amor" como deveria. Acho que não soube cuidar direito. Devo ter relaxado. Não percebi que a publicidade tinha mudado e continuava achando que era a mesma de quando comecei esse negócio, há 21 anos.

Mas fui surpreendido. A paixão voltou. E me pegou de surpresa.

Estava desiludido pelos insucessos. Pelo infortúnio. Achei que tinha dado mais do que recebido, mesmo sabendo que em muitas situações não tinha tratado com a dedicação devida ou com interesse exclusivo como se exige.

Mas a paixão voltou. E esse negócio que tinha aprendido de um jeito, mudou. E eu mudei também. Aprendi com os erros. Fui traído e achei que tinha terminado minha relação com a publicidade, só que aí notei que ela mudou também.

Essa história tem um novo começo. Dá para juntar os cacos e fazer de novo, como é a característica dos apaixonados: dá para sonhar que pode ser melhor do que já foi.

Só não dá para se iludir. A publicidade como conhecemos: vistosa, linda, cheia de si e altiva, está constantemente se reinventando e hoje sei que ela é parte de um amor maior.

A paixão que eu tinha mudou de nome. Ela está nos NEGÓCIOS. O que conheci como o templo da criatividade dentro de uma agência de propaganda se transformou na AGÊNCIA DO NEGÓCIO. Que reúne mais expertises, que permite olhar para os clientes e fazer a diferença não só na percepção de sua marca, mas no resultado em si, em como perpetuar seu negócio, em como realizar efetivamente atitudes que irão transformar a realidade e alcançar metas, objetivos, propósitos e SONHOS.

É por essa nova realidade que me apaixonei. E isso quem me proporcionou foi a publicidade, que me permitiu ampliar a visão de mundo e dos negócios e tornou a ver que a criatividade, a multidisciplinariedade e a colaboração são uma nova porta para um caminho com muitas oportunidades.

Agradeço a um amigo, que me fez ver o que estava sempre ao meu lado, quando estava no processo de busca de novos rumos junto ao Sinapro-RS. Sempre são os amigos que nos abrem os olhos para olhar como é belo quem sempre esteve ali, mas que o tempo insiste em diminuir o seu brilho.

Podem ser só devaneios de alguém apaixonado pela profissão, mas o mundo ainda precisa dessa paixão para fazer a diferença. 

Max Alexandre Rathke é publicitário e supervisor-executivo do Sindicato das Agências de Propaganda do Rio Grande do Sul (Sinapro-RS).

Comments