Arqueiro sem igual

Por Fraga

Cupido tem o seu lugar no coração das pessoas.

 

Mas há muito tempo ele tem um rival, e muito mais certeiro.

E ao contrário de Cupido, que procura almas gêmeas para flechar aos pares, são os seres humanos que recorrem ao novo arqueiro.

 

Na verdade, é gente que descobre que tem um fraco por ele. Alguma fraqueza, melhor dizendo.

A paixão dessa gente é por uma musa do nosso tempo, e quase ninguém sobrevive sem ela. Ela chama-se Cura.

E o arqueiro que une homens e mulheres de todas as idades à Cura chama-se Cateter.

 

Quando alguém demonstra que quer a Cura, seja com calma ou com urgência, o Cateter acerta o coração dos fracos com pontaria precisa.

E lá nele, ou nela, deixa a ponta da sua seta milagrosa, o stent. É uma seta rombuda, o stent, e mesmo assim capaz de fazer sangrar o íntimo dos atingidos.

 

A técnica do arqueiro Cateter consiste em dardejar o coração humano até que o órgão se sinta superpoderoso outra vez.

Tão habilidoso é esse arqueiro e tão indolor são as suas flechadas que algumas pessoas decidem ter logo várias dessas setas no peito.

 

E é dessa forma que as pessoas voltam a se apaixonar pela Vida, aquela criatura fugaz e vertiginosa que nos atrai sem parar. É uma segunda união mas parece bem melhor que a primeira.

 

Além de conhecer bem o âmago dos cardíacos, o Cateter tem outro mérito: ele não é competitivo. Depois de acertar cada pessoa, permite que Cupido continue a brincar com o coração delas.

 

Admirável Cateter. 

 

Autor
Fraga. Jornalista e humorista, editor de antologias e curador de exposições de humor. Colunista do jornal Extra Classe.

Comments