Decidindo

Por Flavio Paiva

Você chegou até aqui por dois motivos: suas escolhas e o destino. Esteja onde estiver agora, se onde você gostaria de estar ou muito pelo contrário. Estes dois fatores são muito, muito fortes. Em momento algum os despreze ou "deixe a vida me levar". Isto serve para algumas (poucas) coisas da vida, mas não para a vida como um todo. É preciso assumir que, bem ou mal, estamos no comando de uma parte importante das nossas vidas. Assumir a responsabilidade por isto. E o prazer de ser assim. Não fuja, não se esconda, não esqueça.

A ideia não é que este assunto se torne fonte de ansiedade, mas, ao invés disto, de seriedade. Não estou falando em ser sisudo ou mal humorado, nada disto. Sisudez não é seriedade. É só ansiedade, mau humor. Mas se você assumir que existem inúmeras questões na vida que requerem atenção e reflexão, a coisa flui melhor. Atento e forte. Procure não fraquejar (não digo que nunca se vá fraquejar na vida, dar uma balançada), esta não pode ser a tônica de uma vida. Sei que há momentos em que beijamos a lona, que um fato parece um tsunami que está passando ou passou. Mas passado um período de luto e reflexão, segue o baile. Porque a vida não espera, o tempo vai passando. E de mais a mais, não é produtivo ficar de conversa com os problemas se não for para encontrar soluções.

Cada mínima escolha que fazemos (desde levantar mais cedo para se exercitar ou ficar na cama e dormir um pouco mais) impacta positiva ou negativamente na vida. Sim, eu sei, para assuntos mais sérios, tomada de decisão não é, muitas vezes, algo fácil. Seja porque há muitas variáveis (e pessoas) envolvidas, seja porque tal mudança significaria uma mudança radical, disruptiva mesmo na vida, seja porque o cenário ainda não é bastante claro, mas você tem que tomar a decisão naquele momento, sejam as razões que for.

Mas a realidade é que as decisões ou escolhas que tomamos são importantes, algumas mais, outras menos. Seus efeitos podem ser imediatos ou de longo prazo (depende do assunto). Usando novamente o exemplo de exercício, iniciar uma atividade esportiva para emagrecer ou corrigir indicadores de saúde que estejam negativos leva tempo. Só para utilizarmos um exemplo simples. Mas mudar a carreira em que você está há 20 anos e deixar de ser advogado para iniciar uma carreira de chef, esta já não é uma decisão tão simples. Na verdade, muito importante.

Decidir se aceita um cargo de maior remuneração, mas maiores responsabilidades, igualmente importante. Porque isto talvez envolva dedicar tempo menor a sua vida pessoal (se você for casado, tiver filhos, por exemplo), em favor da vida profissional. Aqui, o fator tempo e energia são limitados. Não há como dar a mesma dedicação a ambos, não por todo o tempo. Por mais que você se esforce, por mais que você queira. Tempo e energia são limitantes.

Algo que é de fundamental importância nos processos decisórios é equilíbrio. Ponderação. E, para que isto aconteça, é necessário informação, bom senso e que seu mundo interior esteja o mais perto do centro possível. Está aí outra tarefa que não é fácil. Mas é atingível, mesmo que para isto não seja necessário nem possível se fazer um retiro de alguns dias. Que se utilize a experiência que se tem, que varia de acordo com a idade, ou mesmo a experiência emprestada de alguém que já passou pelo que está passando, isto pode ajudar decisivamente (dependendo de com quem você está falando). Ou, ainda, que a pessoa não tenha passado exatamente pela mesma experiência, mas lhe ajude a refletir e chegar ao ponto final: a decisão, seja ela A ou B.

Claro, alguns devem achar que tudo isto que falo aqui é impossível, dada a velocidade das mudanças e a quantidade de demandas que temos. Não, não é impossível. Provavelmente para tomar as decisões você não poderá dedicar o tempo que gostaria. E há decisões que realmente têm que ser rápidas. Mas se você estiver lúcido (o atento de que falei anteriormente) e forte, é um grande passo na direção das decisões mais acertadas.

Até mesmo a decisão de ler até aqui (quem a tomou) foi uma escolha: ocupar seu tempo acompanhando meu raciocínio e conhecimento ou ir tomar um sorvete, ver um vídeo no YouTube ou entrar no Instagram. Espero sinceramente que o saldo da leitura tenha sido bom para você (a decisão que tomou de vir até aqui). Positivo. E que possa ter ampliado um pouco mais seus horizontes, que aí fim e ao cabo, impactarão decisivamente na tomada de decisões.

MARIZA ENTRE NÓS

A sensacional cantora Mariza se apresenta pela primeira vez em Porto Alegre no próximo dia 29 de maio, no Teatro do Bourbon Country. Ela é simplesmente espetacular e vale cada centavo investido no ingresso! Apesar de ser de Moçambique, foi criada em Lisboa, em um dos bairros mais populares da cidade, a Mouraria. É um fenômeno mundial e uma das cantoras portuguesas mais aplaudidas dos últimos anos. Fez parcerias com Gilberto Gil, Ivan Lins, Lenny Kravitz e Sting, se apresentando nas principais salas de espetáculo mundiais. Se agende e não perca, pois será uma noite inesquecível! Entram em seu repertório o fado, mas também Mornas cabo-verdianas e clássicos do R&B. Não perca, mas não perca mesmo!  Ingressos em www.uhuu.com ou na bilheteria do Teatro.

Comments