Produção de grão teve aumento de 4% neste ano e impacta economia gaúcha

Dados foram apresentados pela Farsul nesta quarta-feira, 12

Reprodução

Nesta quarta-feira, 12, a Farsul apresentou uma pesquisa que mostra o impacto das lavouras gaúchas na economia do Rio Grande do Sul. segundo o levantamento, para cada R$ 1 colhido no campo, são gerados R$ 3 para o Estado, considerando a cadeia produtiva do agronegócio. Outro destaque é que a produção de grãos cresceu um total de 4% se comparado a 2018, puxada por culturas como milho (26%) e trigo (17%). O arroz (13%), por sua vez, teve queda considerada.

O PIB do agronegócio gaúcho para 2019 está estimado em mais de R$ 108 bilhões, o que representa 3,2% abaixo do ano passado e, embora o Estado tenha registrado maior volume produzido, a safra deste ano apresentou um Valor Bruto de Produção (VBP) 3% menor. Uma das causas para isso foi a inflação, que reduziu os preços no quadro geral em 2% em comparação com abril do ano passado. Ainda, 88% do faturamento da safra 2019 foram destinados ao pagamento de custos operacionais, ou seja, 12% a mais do que no ano anterior.

Os custos operacionais são referentes a gastos com insumos, como fertilizantes, serviços e transporte para o escoamento de grãos. O estudo também mostra que a riqueza gerada pelo campo e compartilhada com os fornecedores ultrapassou os R$ 29 bilhões. Para o presidente do Sistema Farsul, Gedeão Pereira, com lucro menor, a tendência é de aumento do endividamento do produtor, o que coloca em risco a manutenção na atividade nas próximas safras.

Economista-chefe do Sistema Farsul, Antônio da Luz informou que apenas 12% do VBP sobra para o produtor e, desse percentual, ele ainda deve atender a folha de pagamento, os impostos, a manutenção de capital. O que resta é uma margem de lucro ainda menor.

Comments