A mídia no SXSW: 2500 profissionais se cadastraram para cobrir o evento

Repórteres estão espalhados pela cidade em busca de histórias e informações

Sala da Carnegie Mellon University - Crédito: Divulgação/Coletiva.net

Por Gabriela Boesel, enviada especial ao SXSW

Mais de 2500 profissionais de mídia garantiram seu lugar na cobertura do SXSW 2019. Espalhados por Austin, repórteres vão em busca de boas histórias e informações para levar ao público por meio de diferentes plataformas, seja TV, rádio, impresso e portais de notícia online.

Para garantir o bom trabalho destes profissionais, a organização, que confirmou este número à equipe de Coletiva.net, disponibilizou duas salas exclusivas para jornalistas. Uma delas é promovida pela Mercedes Benz, que é patrocinadora do evento. A outra é da Carnegie Mellon University, um espaço mais tranquilo, com uma boa infraestrutura que permite aos jornalistas trabalharem bem instalados.

Jason Maderer, que é diretor de Relacionamento com a Mídia da instituição de ensino, explicou ao Coletiva.net que o espaço tem como finalidade proporcionar um clima tranquilo para os jornalistas produzirem conteúdo. Responsável pelo local, ele falou que entende o trabalho sério destes profissionais e, por isso, o local serve como um refúgio.

Quem circula pelos corredores do Centro de Convenções de Austin e pelas ruas da cidade, é comum ver profissionais munidos de câmera fotográfica, microfone em mãos e até entrevistas. E são jornalistas provenientes de todas as partes do mundo, como Brasil, Canadá, Estados Unidos, Japão, Honduras, Venezuela, etc.

O SXSW é um conjunto de festivais de cinema, música e tecnologia, que acontece anualmente desde 1987. A cobertura internacional de Coletiva.net é proporcionada pelo apoio das marcas Banrisul e Dinamize.

Comments