Coletiva, 20

Por Flavio Paiva

Tempos de reflexão e retrospectiva (que ao final, acabam andando juntos) são, no final, favoráveis, mesmo que o que vejamos no espelho retrovisor não seja tão bonito. O que definitivamente não é o caso do Coletiva.net. Uma belíssima trajetória, cheia de inovação, conquistas e, principalmente, credibilidade.

Criada em 1999 com a tecnologia disponível - fax - foi totalmente inovador no sentido de trazer as movimentações de mercado de uma forma até então não feita. Hoje, quando lembramos o fax, pertence a um passado longínquo (e para alguns, nem pertence ao passado), mas o Coletiva era (e continua sendo) ansiosamente aguardado. Para que profissionais das áreas de negócios, inovação, comunicação, propaganda, marketing e mesmo dirigentes de empresas pudessem ver o que estava acontecendo e o que iria acontecer. Tal qual é hoje.

Neste ano de 1999, uma das maiores preocupações era com o bug do milênio (o que terminou por não se confirmar, como se sabe), além da simbólica virada de ano, em que entraríamos nos anos 2000. O que 2000 traria de mudanças significativas, como impactaria a vida de todos na Terra, seria uma mudança grande ou apenas a passagem de um ano? Pois o Coletiva já estava lá, preparado para informar e refletir.

Passei a contribuir com o Coletiva quando este já era Coletiva.net, há cerca de 10 anos. Ou seja, na metade do caminho. Mudaram muitas coisas, é claro. Mudaram relações de mercado, mudaram relações humanas (estas, passando a ter o componente da virtualidade), mudou radicalmente a tecnologia (com, por exemplo, o lançamentos do IPhone, em 2007). O Coletiva.net recentemente entrou sob nova direção, também mudando e evoluindo, crescendo e inovando. Mas a seriedade e credibilidade, além da ansiedade com que seus mais de 22 mil assinantes aguardam para receber a newsletter ao final do dia, estes são verdadeiros pilares.

Fica até difícil resumir a quantidade de mudanças que ocorreram no mundo nestes 20 anos. E as mudanças seguem ocorrendo, em velocidade cada vez maior. Tecnológicas, de gestão, de mercados (foi há alguns anos que o mercado se tornou realmente o mundo, seu competidor está do outro lado do mundo, fácil).

Entretanto, acredito que minha principal motivação para continuar sendo colunista do Coletiva.net é que, além de propostas inovadoras, à frente do seu tempo (com coberturas de eventos relevantes online, via redes sociais e no próprio portal, por exemplo), o portal mantém como "cláusula pétrea" sua seriedade, competência e profissionalismo.

Estamos na segunda (e muito bem sucedida) gestão, e o mercado e profissionais seguem encontrando a confiabilidade, olhos no futuro, pés no chão, foco.

Procuro colaborar em minha coluna com reflexões, informações atualizadas ou antecipando tendências, antecipação e retrospectiva (muitas vezes, na mesma coluna). Alinhamento editorial. E posso dizer aos leitores que, ao longo destes anos, se tive a tranquilidade de estar em um portal sério, procurei correspondê-lo e espero muitos outros 20 anos. Minha colaboração é um momento de muita alegria, mas seriedade. Resumindo, sinto-me em casa, onde me sinto bem. Que venham mais 20!

Comments