Jornalistas estão entre as fontes mais confiáveis de informação

Dados foram revelados pela Pesquisa Percepção Pública da C&T

Levantamento foi realizado com mais de 2 mil entrevistados - Reprodução

Segundo estudo realizado pela Pesquisa Percepção Pública da C&T no Brasil neste ano, os jornalistas estão entre as fontes mais confiáveis de informação. Junto a estes profissionais estão os médicos. As classes foram citadas por 38% e 49%, respectivamente, dos entrevistados. Nas posições seguintes, apareceram religiosos, com 29%, e cientistas, com 25%. Dentre as fontes menos confiáveis estão: políticos, artistas e militares, com 84%, 24% e 22%, respectivamente.

No levantamento, as áreas da medicina e saúde aparecem como os principais assuntos de interesse da sociedade (79%), seguido de perto pelos temas como meio ambiente, com 76%, e religião, com 69%. Contudo, os interesses variam de acordo as faixas etárias e rendas. Com o público jovem, destacam-se pontos como ciência e tecnologia. Para os idosos, as questões mais importantes ficam acerca da saúde e da religião.

A pesquisa apresentou também que a internet se solidificou como o principal canal de informação científica. Números fortificam esta tese, pois, em um mesmo levantamento realizado ainda no ano de 2006, a TV havia sido citada por 15% dos entrevistados como principal meio de informação, enquanto a internet aparecia com 9%. Hoje, a web  a internet ficou com 14% dos entrevistados, e a TV, com 11%.

O estudo foi feito com 2,2 mil pessoas, de 16 a 75 anos de idade, em todas as regiões do País.

Comments